!! ASSISTA AO NOSSO VIDEO COM O PLANO ESTRATÉGICO COVID-19 !!

 

Reflexologia: Uma abordagem credível e eficaz

Post news 2Nos dias que correm, somos inundados por informação seja pelos media mais tradicionais, sejam provenientes das mais variadas redes sociais. Muitas vezes a disponibilização desta informação é pouco criteriosa, chegando até nós sem fundamento ou pesquisa associada, não havendo escrutínio da verdade. Torna-se assim importante ser criterioso aquando da partilha de informação, recolhendo os dados mais recentes, comparando diversa literatura e mantendo um ponto de vista crítico antes de divulgar qualquer informação ao público.

 

As Terapêuticas Complementares estão cada vez mais sob este escrutínio, cabendo a quem partilha conhecimento nesta área manter-se sempre na linha da frente, formando e informando o público de forma séria, ética e com bases sólidas que permitam contruir uma mensagem verdadeira e clara.

 

O presente texto vai ao encontro deste paradigma, mostrando que em áreas menos convencionais (ainda) existem estudos criteriosos, cujo objetivo é ilustrar de forma credível os benefícios e eficácia de técnicas terapêuticas variadas.

 

Apresenta-se de seguida uma síntese retirada do artigo científico do Journal of Traditional and Complementary Medicine denominado “Revisiting reflexology: Concept, evidence, current practice, and practitioner training”, que aborda a temática da Reflexologia num estudo exaustivos de algumas dezenas de páginas.

 

A reflexologia é uma prática sistemática na qual a aplicação de pressão em pontos específicos dos pés e mãos causa impactos na saúde de partes relacionadas do corpo. Cada ponto da pressão atua como sensor nos pés e mãos e está ligado a especificamente em diferentes partes do corpo. Esses sensores serão estimulados pela aplicação da técnica de reflexologia para melhorar a circulação sanguínea e energética, proporcionar sensação de relaxamento e manter a homeostasia.

A sessão de reflexologia pode ser aprimorada por outros elementos, como a aromaterapia, música pacífica e boas condições ambientais.

 

Existe um termo na reflexologia chamado terapia da zona reflexa. A terapia da zona reflexa é onde o corpo é dividido em dez zonas longitudinais da cabeça aos pés. Na terapia da zona reflexa, existem cinco zonas em ambos os lados do corpo, nas quais cada zona diverge no braço específico, e também continuam diretamente no corpo e na perna específica, alinhando-se com um dedo no pé respetivo. Os profissionais geralmente escolhem a técnica adequada a ser aplicada à terapia da zona reflexa para obter eficiência e impacto otimizados. A reflexologia é uma terapia complementar em vez de uma terapia alternativa a outros tratamentos já adotados pelo paciente.

 

Atualmente, as terapias complementares são aplicadas em muitos cuidados paliativos ou para aliviar um problema.

 

 Dois métodos de reflexologia aceitos internacionalmente são o método de Ingham e o método de Rwo Shur. O primeiro método não utiliza nenhuma ferramenta na sua prática e o segundo método utiliza ferramentas.

 

 Existem cinco teorias que apóiam como a reflexologia causa impactos à saúde do corpo. A primeira e a segunda teorias básicas estão relacionadas com a energia. A teoria da energia defende que partes do corpo podem se comunicar usando campos eletromagnéticos e a comunicação pode ser bloqueada com base nos arredores respectivamente. (Podemos traduzir esta noção de energia, no fluxo elétrico que percorre o sistema nervoso periférico e influi no sistema nervoso central). A terceira e a quarta teorias indicam que o fluxo de energia pode ser restaurado e a quarta é sobre o caminho bloqueado. A última teoria propõe que a reflexologia pode romper o cristal do ácido lático que geralmente se deposita nos pés e permitir que a energia (estimulo elétrico e neurológico) flua com eficácia.

 

 A técnica moderna de reflexologia tem sido usada há 60 anos e agora mais pesquisas clínicas e científicas foram realizadas devido aos seus efeitos positivos na redução e no alívio dos sintomas associados a certas doenças. A reflexologia oferece benefícios a certos grupos de pessoas e geralmente não causa efeitos nocivos, desde que certas precauções sejam tomadas pelos pacientes em determinadas circunstâncias médicas. Cada pessoa tem uma condição de sistema corporal diferente, portanto, os resultados do tratamento de reflexologia podem diferir de uma pessoa para outra.

 

 Com base nas pesquisas mais recentes, a reflexologia parece ser eficaz para ajudar os sistemas do corpo a retornar ao seu estado natural.

 

 As discussões atuais mais significativas em reflexologia são sua eficácia no enfrentar de vários sintomas de doenças.

 

 O nível de condições da doença e a dor são reduzidos à medida que os pacientes recebem tratamento de reflexologia. Foi sugerido por um estudo suíço que pacientes submetidos a sessões de reflexologia mostraram uma diminuição significativa na quantidade de medicamentos necessários.

 

 Como terapia complementar, a reflexologia parece funcionar melhor com o tratamento convencional para tratar certas doenças.

 

 A corrente mais significativa as discussões na prática da reflexologia estão relacionadas ao aspeto da saúde, segurança e higiene. Fora isso, os princípios e a prática da reflexologia como terapia complementar são importantes para garantir que a aplicação dessa terapia seja confiável.

 

Scroll to Top