!! ASSISTA AO NOSSO VIDEO COM O PLANO ESTRATÉGICO COVID-19 !!

 

A Osteopatia na prevenção e tratamento da Artrose

ARTROSE 257177Quando se fala de artrose estamos a referir-nos a uma patologia degenerativa extremamente comum dentro das patologias reumáticas, causando limitação articular e incapacidade física. Esta patologia tem incidência principalmente na população mais idosa (acima dos 60 anos).

 

 A artrose pode manifestar-se em qualquer articulação do corpo humano. No entanto quando incide nas articulações da coluna vertebral (osteófitos) poderá ser mais grave na medida em que a deformação óssea causada pela deterioração das articulações vertebrais pode causar um compromisso compressivo das raízes nervosas da coluna vertebral vulgarmente designado por espodilodiscoartrose.

A função da cartilagem que recobre os topos ósseos que formam a articulação é absorver o impacto que é transmitido à articulação e evitar o atrito entre os mesmos permitindo uma maior e melhor funcionalidade da articulação.

 

A artrose resulta da destruição progressiva das estruturas que compõem a articulação, provocando um processo inflamatório local cuja sintomatologia mais frequente é a dor, calor, crepitação, deformação e limitação da mobilidade articular.

 

O diagnóstico da artrose é feito com base nas queixas referidas pelo paciente, a nível da localização, duração e características da dor e avaliação de amplitude articular. É também muito comum fazer-se uso de outros meios auxiliares de diagnóstico, sendo a radiografia o mais utilizado. No entanto, em certos casos pode ter que se recorrer a TAC ou RM.

 

O recurso a medicamentos para aliviar a dor provocada pela inflamação pode ser uma ajuda no tratamento sintomático da artrose.

No entanto a Osteopatia parece ser o parceiro ideal no tratamento uma vez que proporciona uma intervenção directa sobre a articulação e todas as estruturas envolventes tais como músculos, tendões, ligamentos e fáscias. Como consequência das várias manobras manipulativas usadas na Osteopatia é possível também aumentar a circulação sanguínea e desse modo permitir que a articulação possa ter mais e melhor mobilidade. Isto possibilitará um alívio imediato da sintomatologia dolorosa e o adiamento do processo degenerativo.

 

Uma das “ferramentas” muito utlizada na osteopatia e que auxilia mais no tratamento da artrose é a Quiromassagem (massagem terapêutica), uma vez que proporciona ao organismo um aumento considerável da circulação sanguínea local, e como tal uma nutrição eficaz à articulação, e também um aumento da circulação linfática que permite a eliminação das toxinas provenientes do processo degenerativo da articulação.

 

Por todo o que foi exposto podemos concluir que a Osteopatia é uma poderosa aliada no tratamento da artrose, proporcionando ao paciente uma melhoria considerável da funcionalidade da articulação e consequentemente uma melhor qualidade de vida.

Scroll to Top