A Reflexologia Podal e os Impulsos Nervosos – que relação?

 

miniatura sem4

Em termos básicos a Reflexologia Podal consiste num conjunto de estímulos e/ou pressões realizados em regiões específicas do pé no sentido de se obter uma resposta fisiológica do organismo, contribuindo-se desta forma para a sua homeostasia.

 

É premissa básica da Reflexologia Podal que regiões reflexas específicas dos pés correspondem a órgãos, sistemas e estruturas do corpo e que, quando estimuladas, se propiciam um conjunto de ações neurofisiológicas com as correspondentes reações bioquímicas que propiciam o restabelecimento da fisiologia orgânica, o que de forma simplista se costuma denominar por “capacidades de auto-cura”.

 

Da mesma forma que a física clássica refere que uma ação tem sempre uma reação correspondente, a Reflexologia postula que um estímulo numa região reflexológica tem sempre o seu reflexo, devendo este ser entendido como uma resposta involuntária ou inconsciente ao estímulo.

 

Quando se exerce uma pressão em determinada zona específica do pé, os impulsos nervosos eletroquímicos são ativados, formando-se uma "mensagem". Esta mensagem passa através de neurónios aferentes para um gânglio, que não é mais do que um grupo de células nervosas e fibras, que formam um centro nervoso independente fora do Sistema Nervoso Central (medula espinal e cérebro). A mensagem passa do gânglio através de neurónios eferentes para o órgão e/ou estrutura específicos, que então respondem.

 

Os impulsos nervosos iniciados pela pressão e pelo estímulo das zonas reflexas nos pés criam assim uma interação com o sistema nervoso autónomo, responsável pela ação involuntária de órgãos e estruturas orgânicas.

 

Este mecanismo de resposta neurofisiológica pode ser despoletado em regiões diversas do corpo humano, dando-se o devido destaque aos pés, mãos e orelhas. É nestas estruturas que as terminações nervosas do sistema nervoso periférico se encontram mais disponíveis para serem estimuladas, havendo uma representação neurológica e reflexa de todos os órgãos e estruturas do organismo.

 

A simples pressão na estrutura distal - pé, mão ou orelha - desencadeia um processo de ação-reação instantâneo, estabelecendo-se entre a estrutura reflexa e a estrutura alvo de terapêutica uma relação bidirecional e sinérgica com comprovados benefícios terapêuticos quer em termos preventivos, como em termos interventivos.

 

 

Voltar a Notícias

Scroll to Top