Reações corporais durante o frio

 

noticia2frio

Chegou o mês de Dezembro. Mês do Natal, do Final do Ano e do frio! Já apetece a lareira, a manta e o chá quente. Confortos à parte, esta é igualmente a altura em que o nosso corpo se reajusta às condições climatéricas.

 

São várias as reações corporais que ocorrem durante o frio, podendo manifestar-se em diferentes partes do corpo, mas, de uma forma geral, todas elas tentam manter a temperatura do nosso corpo nos 36,5°C, aproximadamente.

 

Esta é considerada pois a temperatura normal do corpo humano. O aumento ou redução desta temperatura pode ter efeitos nocivos para o organismo, que apresenta no entanto mecanismos para evitar este problema. No frio, por exemplo, nosso corpo reage de modo a evitar a hipotermia, ou seja, a descida da temperatura para abaixo de 35°C.

 

O organismo apresenta diferentes formas de manter o corpo aquecido. Entre elas destacamos:

 

Tremores: Consistem na contração da musculatura de modo involuntário, ou seja, são realizados independentemente da nossa vontade. Esta contração involuntária garante a produção de calor.

 

Piloereção (ereção dos pelos): Os animais apresentam a capacidade de eriçar os seus pelos nos dias frios, de modo a evitar a perda de calor. Ao eriçar os pelos, cria-se uma camada de ar morno próximo da pele, garantindo a manutenção da temperatura corporal. Nos humanos, também se observa este mecanismo (arrepio), contudo a eficiência é limitada, pois o nosso corpo apresenta poucos pelos.

 

Alterações na circulação sanguínea: No frio, as terminações nervosas presentes na pele são capazes de captar a diminuição da temperatura e garantir mudanças nos vasos capilares. Observa-se na pele a vasoconstrição, isto é, a diminuição do calibre do vaso sanguíneo. Ao diminuir o calibre, ocorre menos perda de calor pelo corpo. Em temperaturas elevadas, observamos o inverso: os vasos ficam dilatados para garantir uma maior perda de calor.

 

Termogénese sem tremores: No frio, as mitocôndrias aumentam a sua atividade metabólica de modo a produzir calor em vez de ATP, um processo chamado de termogénese sem tremores.

 

Lipólise de gordura: O tecido adiposo castanho é um dos tipos de tecido adiposo presente no corpo humano (o outro é o tecido adiposo branco). As células de gordura que constituem este tecido adiposo (castanho) em vez de guardarem energia, queimam rapidamente este combustível para nos aquecer em temperaturas muito baixas.

 

Entretanto, enquanto a lareira acende e o chá aquece, resta-nos desejar a todos umas Boas Festas!

 

 

Voltar a Notícias

 

Scroll to Top