Afinal qual é a diferença (Parte I)?

not1 estiramentoNão é com pouco tão pouca frequência assim que por vezes sentimos um forte desconforto muscular. Conseguimos perceber o local, que é a nível do músculo, mas não sabemos se se trata de um estiramento ou de uma distensão muscular.

 

Afinal qual é a diferença?

 

Na realidade a diferença reside no local onde ocorre a lesão. O estiramento localiza-se a nível das fibras musculares, a meio do músculo. A distensão localiza-se no tendão ou na junção músculo-tendinosa (local onde o tendão e o músculo se unem, próximo da articulação).

 

Ambas as lesões têm a mesma causa: o alongamento excessivo do músculo. São por isso situações que ocorrem frequentemente, por exemplo, em quem pratica desporto.

 

Contudo, apesar de terem causas e sintomas semelhantes, importa ter presente que estas lesões são diferentes porque, como vimos anteriormente, ocorrem em locais distintos do nosso corpo – mais concretamente no músculo. Como sabemos rapidamente de qual delas se trata? Através do local da dor.

 

Na edição de hoje vamos focar-nos na distensão muscular.

 

O tratamento para a distensão muscular - que consiste na ruptura das fibras superficiais do tendão na junção músculo tendinosa - pode ser feito através da aplicação de gelo nas primeiras 48 horas após a lesão, acompanhado de repouso.

 

Ou seja, nas primeiras 48 horas após a lesão é recomendado aplicar uma compressa de gelo, durante 20 minutos, de 3 a 4 vezes por dia. É importante cobrir o gelo com uma gaze, fralda ou tecido fino para proteger a pele de queimaduras. É igualmente importante manter a articulação afetada mais elevada que o restante do corpo.

 

Nos primeiros 6 dias após a lesão, não é recomendado fazer nenhum tipo de esforço e por isso deve-se optar por não forçar a articulação, mantendo-a sob repouso.

 

Para diminuir a dor e a inflamação, aplicar localmente uma pomada à base de Arnica ou Harpagofito.

 

Assim que possível iniciar sessões de tratamento com Quiromassagem (Massagem Terapêutica) para que o músculo possa ser restaurado.

 

A Massagem Terapêutica é indicada para diminuir o edema e promover o esvaziamento do músculo, trazendo alívio da dor e dos sintomas, podendo ajudar igualmente a combater a contratura muscular que se instala. A massagem transversa profunda (cyriax) é indicada nestes casos para restaurar as fibras do tendão lesionado.

 

Dependendo dos casos e da gravidade da situação, a recuperação muscular prevista é de uma a duas semanas. 

Scroll to Top