“Calma, respira!”

 

noticia2 repiraPassamos a vida a correr para acompanhar a nossa rotina diária que nem nos apercebemos que não respiramos corretamente. Muitas vezes quando o nosso nível de stress está lá em cima ouvimos os outros a dizer: “calma, respira!”… A frase não poderia ser mais sábia.

 

Respirar é um ato “automático” e, em última instância, de sobrevivência. Mas tal como a necessidade de respirar em si é necessária para manter o nosso organismo vivo, o saber respirar e dar-lhe a devida importância pode melhorar a nossa vida, elevando o estado de sobrevivência para o de melhoria de qualidade de vida.

São pequenos gestos (ou respirações!) que podem fazer a diferença. Respirar adequadamente:

  • Deixa o cérebro mais ativo.

A respiração correta aumenta a irrigação aos vasos, mantendo o cérebro em pleno funcionamento, além de ajudar a preservar a região cognitiva.

  • Reduz o stress e a ansiedade

Quando a respiração é feita de maneira correta a qualidade do sono regista uma melhoria significativa. Uma noite bem dormida traz mais energia e boa disposição para enfrentar o dia seguinte.

  • Deixa a pele mais saudável

A respiração adequada permite que os tecidos sejam oxigenados, proporcionando à pele um aspeto mais saudável e iluminado. Respirar de forma curta e ofegante, por exemplo, limita a quantidade de oxigénio fornecido à pele, o que pode deixá-la sem brilho, opaca, com dificuldade de cicatrização e maiores sinais de envelhecimento

  • Fortalece a musculatura respiratória

Respirar de maneira constante, evitando as respirações curtas, pode ajudar a fortalecer a musculatura respiratória. Quando esta fica mais resistente, é possível notar uma melhoria na condição física e na redução da falta de ar ao praticar exercícios físicos. Esse benefício estende-se ainda ao coração: com a respiração correta, os músculos cardíacos precisam de menos esforço, ficando mais relaxados. Isso ajuda na diminuição da pressão arterial, trazendo maior qualidade de vida e sensação de bem-estar. Existem várias técnicas que podem ajudar à realização de uma respiração mais adequada e profícua. Para além disso o estiramento do Diafragma (músculo responsável pela respiração) pode contribuir largamente para uma respiração mais correta.

No nosso curso de Massagem Terapêutica abordamos a importância do estiramento muscular, quer a nível teórico, quer a nível prático, onde o estiramento do Diafragma se revela a base de qualquer trabalho terapêutico.

E hoje, como é que está a respirar?

 

Scroll to Top